terça-feira, outubro 18

João Paulo



O homem de rosto cheio de cicatrizes de acne, senta-se na mesa do café no momento exacto em que a vizinha de cima chega à paragem do autocarro. A vizinha de cima não é particularmente bonita. Tem um rosto vulgar e usa os olhos excessivamente pintados numa imitação ordinária das actrizes italianas da década de sessenta. Diz ele. Porque decerto que a vizinha de cima nunca viu cinema italiano da década de sessenta. Ele abre o pacote de açúcar com as pontas dos dedos. Depois limpa os óculos de massa preta com a ponta do guardanapo de papel. Fá-lo lentamente por causa das dores nas articulações dos dedos. Ela ainda não o viu, ou finge que não o vê enquanto procura qualquer coisa na mala. E conclui que a vizinha de cima afinal tem um ar ordinário. Tão ordinário como a poesia que ela insiste em dar-lhe para ler. Leva uma vez por semana, um ou dois poemas manuscritos numa letra infantil, juntamente com um bolo de maçã, que ele tem de ensopar em brandy de qualidade para o conseguir comer. Poemas encharcados em rimas e exclamações. Ele odeia pontos de exclamação. Mais do que as rimas. Gosta sim, de metáforas únicas. Mas as mulheres que escrevem esse tipo de poesia, não têm um ar ordinário e enojam-se com o seu rosto cheio de cicatrizes de acne. E com a saliva que ele acumula nos cantos da boca quando se enerva. E ele enerva-se sempre que está com mulheres que não têm ar ordinário e que escrevem poesia sem rimas. Ela agora olha-o e sorri devagarinho. Ele também sorri. Com sorte ela hoje bate-lhe à porta com um bolo de maçã e dois ou três poemas. Os poemas, esses irá fingi-los esquecidos na mesa da entrada. Quanto à vizinha de cima e ao bolo, talvez bem ensopados em brandy se consigam comer.


Bolo de maçã com molho de brandy



125g de manteiga sem sal
150 g de açúcar amarelo
150 g de farinha sem fermento
3 ovos grandes
1 colher de chá de fermento
3 maçãs golden

Para o molho de brandy
50 g de manteiga
100 g de açúcar
60ml de natas
40 ml de brandy

Pré-aqueça o forno a 190º. Corte as maçãs em fatias finas e reserve.Bata a manteiga com o açúcar durante 10 minutos. Junte os ovos inteiros, um a um. Peneire a farinha e o fermento e envolva cuidadosamente. Deite numa forma de bolo inglês e por cima coloque as fatias de maçã. Leve ao forno até ficar dourado e espetando um palito este saia seco.

Molho de brandy

Leve ao lume a manteiga com o açúcar até obter um caramelo dourado. Retire do lume e junte as natas e metade do brandy. Leve de novo ao lume durante 1-2 minutos. Junte o brandy restante

Sirva o bolo em fatias, regadas com o molho.

15 comentários:

Isabel J. disse...

Ahahahah :D

Certas coisas, só mesmo ensopadinhas em brandy!

Muito bom, Cris.

:*

Moira disse...

Sou fanática de bolos de maçã por isso este vai já para a minha lista.

CF disse...

:):)

Turmalina disse...

Hummmm....esse bolo tem a minha cara :o)

tiaselma.com disse...

Texto primoroso com brandy... Poema com maçã... Que blog fantástico, Cris!

Beijoca!

Patti disse...

Eu também não gosto de pontos de exclamação. Mas esta simbiose é claramente exclamativa, Cristina!
Logo eu, que adoro receitas e afins.
Parabéns!

Claudia Sousa Dias disse...

A ele é que acho que nem com uma garrafa inteira de brandy!

:-)


Mas o resto está bestante apetitoso. bolo, chá e texto.

Luis Eme disse...

boa ideia para comer os bolos da minha sogra. :))

beijinho Cristina

anasbageri disse...

Ora cá está outra receita com um cheirinho, mesmo como gostamos por aqui.
Se tiveres vontade, recomendo o bolo de maçã e uisque que tenho na Padaria, penso que vais gostar.

beijinhos e até breve

mfc disse...

E com brandy se vai ganhando o céu!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Hoje, tenho de dizer "touché" pela receita. É que mais do que chocolate, o que eu gosto mesmo é de doces com maçã.
Já saquei a receita, Cristina, mas quando o provar não vou mostrar a fotografia, porque normalmente os doces saem-me mal à primeira

Ilídia disse...

Olá, Cristina. Cheguei aqui através do blogue do Pedro Rolo Duarte. Vim, atraída pelo título. Um blogue de comida com Álvaro de Campos à mistura só podia ser interessante! Estou completamente rendida às suas narrativas plenas de sensibilidade. Quanto às receitas, perfeitas. Muitos parabéns pelo blogue excelente. Um beijinho dos Açores.

Ginja disse...

Olá Cristina, vim conhecer o teu blog e estou a adorar. Muito interessante e com óptimas sugestões. Parabéns. Este bolo de maçã está perfeito.
Um beijinho.

Cantinho da Somi disse...

Adorei o blogue, os textos são lindos e as fotos de fazer os olhos cintilar. Parabéns!

carol disse...

Que história tão triste! imagino a solidão daquela vizinha de cima (e há tantas!) que nada de mais belo fez na vida senão aqueles versos vulgares e o habitual bolo de maçã algo rançoso. Que não é o caso do da receita e da imagem que aqui deixas hoje para nós.

Beijinhos