terça-feira, janeiro 17

Aconchego

Havia um pátio com chão de cimento por trás do prédio. Onde os estendais se cruzavam, curvados pelo peso da roupa molhada. Havia gatos e um muro. Atrás do muro, ao fim da manhã corria o som do amola tesouras, que se diluía nas primeiras chuvas Inverno. Havia janelas entreabertas por onde saia o som do noticiário da rádio, ou vozes exaltadas ou o ladrar de um cão. Havia uma mulher bordando tapetes de Arraiolos, sentada nas escadas que dava para o pátio. Os dedos macerados e picados da agulha trabalhavam ágeis entre os fios ásperos de lã. Outra, que fazia bolos para fora, abria a janela da cozinha para deixar sair o calor do forno e o seu rosto gordo e corado acenava à janela, juntamente com o cheiro de maçã e manteiga. O homem que todos os dias vinha remexer no lixo olhava-a com os olhos de quem não tinha mulher há muito. Precisas de aconchego, dizia-lhe. Ela desviava os olhos da boca cheia de dentes amarelos mas ficava a ouvi-lo. O pátio enchia-se do cheiro gorduroso da manteiga esfarelada com farinha. E eu era homem para te dar aconchego, repetia enquanto atava as caixas de cartão desmanchadas com cordéis velhos que trazia no bolso. Ela, impassível voltava para dentro da cozinha, deixando a janela aberta. E suspirava. Se ao menos tomasses um banho.


Crumble de maçã e frutos vermelhos 


( para 4)

500g de maçã reineta
250g de frutos vermelhos
Sumo e raspa de uma laranja
30 g de farinha
75g de açúcar

100g de farinha
100g de amêndoa  laminada
75 g de açúcar amarelo
100g de manteiga
Pitada de sal

Pré-aqueça o forno a 180º. Esfarele a manteiga com a farinha e o açúcar e o sal. Junte a amêndoa, misture e reserve.
Misture a maçã, os frutos vermelhos com o açúcar, o sumo e a raspa de laranja. Polvilhe com a farinha.
Em taças individuais que possam ir ao forno, deite um pouco de mistura de fruta em cada uma delas e cubra com a mistura de manteiga e amêndoa.
Leve ao forno por cerca de  35 minutos, até a parte superior ficar dourada.

13 comentários:

Ondina Maria disse...

Que lindo crumble, tão vermelhinho. Pode vir sem tomar banho que eu aconchego-o no emu estomâgo na mesma :D

Beth disse...

Excelente crumble, gostei!

bjs

Ana J. disse...

Há de facto blogs muito bons e o seu é um deles. descoberto hoje acidentalmente ainda não consegui parar de o ler! Muitos parabéns!

Ana Rita disse...

O desfecho da história é girissimo e pensando bem muito verdadeiro..Muitas coisas podem ser alteradas com uma mudança apenas, neste caso um banho..simplesmente um banho.

Os crumbles são uma guloseima para mim, como-os frios, mornos, quentes...Tanto faz! Este deve ser outro que me conquistava de certeza.

Bjokas
Rita


http://bembons.blogspot.com

mfc disse...

Gostei deste discorrer que tantas vezes nos passa pela cabeça!!

PS - Tiveste o meu voto lá no Aventar! Merecias.

Maria disse...

Parece que visitaste a minha casa, com um pátio assim atrás...
Só não se vê o homem do lixo :)))

E ficas a saber que engordo só de ler as tuas receitas ;)

Beijo.

Mar Arável disse...

é sempre bom não fechar janelas

Babette disse...

crumble e aconchego são sinónimos, não são? ;)
Babette

Caminhante disse...

Como esse crumble iria aconchegar tão bem o meu estomago :)
Beijinhos

Blondewithaphd disse...

Hmmmmmmmmmmmmmmmm...... Comfort food diz bem com janeiro.

Susana Gomes (Gasparzinha) disse...

O crumble do aconchego, parece-me bem! :))
Bjs

Claudia Sousa Dias disse...

este tb é uma tentação. ;-)

Leonor disse...

Adoro crumble e este está tão lindo!
Bom fim-de-semana, Cristina.