segunda-feira, setembro 10

Currais


O comboio corre na linha do mar. Cerras os olhos e abandonas a cabeça por entre as mãos. Não há silêncio recortado pelo som dos cagarros, o cheiro a mar dilui-se no tabaco que paira junto ao vidro das janelas.  Há uma mulher que se senta à tua frente, uma mulher velha que não veste preto, nem traz um terço entre os dedos curtidos pelo sal . Os mesmos que já levaram uma conta na festa do Espírito Santo. No tempo em que todos os dedos eram longo, tão longos que à noite quase tocavam nas luzes do Faial. Cerras os olhos. A tua mãe que reza, Pai nosso que estais no céu. O cinzento do céu que escorre  no basalto preto. Lá em baixo, para além dos currais, o mar encrespado bebe-te o ar.  Alarga-te a distância. Seja feita a tua vontade, aqui terra como no céu. As videiras sob a maresia. O sino que toca. Corres para o moroiço que dá para os currais. Sentas-te com a cabeça presa entre as mãos. Tal como agora. Respiras. O ar é viscoso e sabe a sal. A chuva esmorece por entre os poros negros da pedra. Perdoai-nos as nossas ofensas. Os passos do padre na bagacina, abafam os sinos que tocam. A tua mãe chora. Escorre-lhe o verde dos olhos, para o preto do fato. Beija a cruz.  Ergues o rosto. A velha sentada à tua frente, que afinal não é uma velha, levanta-se antes do abrandar do comboio. Mas livrai-nos do mal. A voz embaçada da tua mãe, no aeroporto. A voz da ilha que ficou para trás. Seja feita a tua vontade, filho. Amém.

Deserto do Mundo,  24/05/2010


Entre amigos lembrei-me dos Açores. A receita foi repartida entre eles.



Mini Cheesecakes



Para 8

100 g de bolacha maria
50 g amêndoa moída
50 g de manteiga
200g de queijo creme
200ml de natas
1 ovo  inteiro + 1 gema
75 g de açucar em pó
1 vagem de baunilha

200g de framboesas
60 g de açucar

Numa picadora ou robot de cozinha coloque as bolachas maria e triture, junte a amêndoa e manteiga derretida e misture tudo muito bem. Coloque porções desta mistura no fundo de caixinhas de papel para queques e calque.
Misture o queijo com as sementes raspadas da vagem de baunilha e o açúcar. Junte as natas e os ovos. Deite porções em cada uma das caixinhas  e leve ao forno pré-aquecido a 150º durante 20 minutos
À parte leve as framboesas com o açúcar a ferver durante 10 minutos. Triture e se desejar coe a compota. Deite por cima dos cheesecakes depois de frios.

Receita adaptada de Bill Granger.




11 comentários:

são33 disse...

ADORO CHEESECAKE E GOSTO MUITO DAS VERSÔES MINI.
FICARAM PERFEITOS.
BOA SEMANA
BJS

Ilídia disse...

Adoro cheesecakes. Muito mais charmosos, assim em miniatura. Adorei o texto :)
Beijinho e boa semana.
Ilídia

Maria disse...

Cristina, gostei imenso desta sugestao. A experimentar. Obrigada pela partilha.
Beijos
Maria

Ginja disse...

Lindo texto :)
A acompanhar tão belo cheesecake.
Elegância e doçura em miniatura.
Boa semana! Beijinho.

Isadora disse...

uau! amo cheesecake! o seu está divino!

mfc disse...

Uma narrativa perfeita entrecortada por uma reza que faz o contraponto...

Beijos,

Babette disse...

Os currais das nossas vidas...
E um cheese-cake para alegrar e repartir!
Babette

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Bem me parecia que já tinha lido este texto magnífico!
Quanto ao cheesecake é que passo :-), apesar de adorar queijo.

Blondewithaphd disse...

Eu só fiquei asaber o que são currais este último Agosto!!!

Bombom disse...

Vim conhecê-la melhor e gostei muito de estar aqui. Tenho de vir mais vezes. Apreciei a paixão da Escrita, da Leitura, da Gastronomia...
Lindos, os Cheese-Cakes! Como belo é o texto que nos oferece hoje. Os Açores, fortes, belos, rudes. Não quero morrer sem os conhecer e tenho lá bons amigos. Bjs. Bombom

Mena Lopes disse...

Ha pouco tempo descobri os mini cheese cakes! Mas estes estão no top!! Que reconfortante passar por aqui Cristina!!
Beijinhos