quinta-feira, março 28

51


No preciso momento em que as sombras se começam a encurtar pelo passar da manhã, o autocarro parte e a rua esvazia-se . Ficam apenas o homem do quiosque que arruma os jornais e os velhos do café que esperam a hora do almoço e outras horas de solidão. Há também um homem sentado na berma do passeio, que canta uma lengalenga sem sentido. O homem do quiosque manda-o calar. Chama-o pelo nome. O homem levanta-se e resmunga. Vai para casa, Gregório, repete, mas sabe que ele não tem casa. Só uma caixa de cartão com umas mantas que estende ao lado da serralharia. Uma mulher e uma criança aproximam-se da paragem. Ele segue-as. A mulher faz de conta que não vê. Vai para casa, Gregório. Ele encolhe os ombros e aproxima-se da mulher, cheiras bem. A mulher retrai-se com medo, o mesmo medo que tem do cães, enquanto a criança tira um resto de caramelo preso no céu da boca. Cheiras bem. A mulher olha para fim da rua. O autocarro que se aproxima parece-lhe longe. A criança desembrulha outro caramelo por detrás das pernas da mãe. Vai para casa, Gregório, diz o homem do quiosque. Irritado encolhe os ombros. Apanha uma beata do chão e mete-a na boca. O autocarro pára, cheiras bem, diz entre dentes. A rua esvazia-se de novo. O papel do caramelo esvoaça na calçada, enquanto Gregório finge que fuma.

(Deserto do mundo 2009)

Brownies com caramelo




5 ovos
225g de chocolate
125g de manteiga sem sal
150g de açucar
150g de farinha sem fermento
1 colher de chá de baunilha
1 colher de café de sal fino

para o caramelo:

1 chávena de açúcar
1/2 chávena de água
1 vagem de baunilha
500ml de natas
pitada de sal grosso
50g de manteiga sem sal


Derreta o chocolate com manteiga em banho maria e reserve. Bata os ovos  inteiros com o açúcar e junte a mistura de chocolate. Junte a baunilha e o sal e no fim envolva a farinha.
Leve numa forma forrada com papel vegetal, ao forno pré-aquecido a 160º durante 20-25 minutos.


Leve as natas, a manteiga, o sal e as sementes de baunilha ao lume até levantar fervura. Apague o lume e deixe repousar. Leve o açúcar e água num tachinho até fazer um caramelo dourado, apague o lume e junte a mistura de natas. Leve de novo a lume brando durante 5 minutos. Deixe arrefecer por complecto e cubra os brownies com este caramelo.

10 comentários:

Leonor disse...

Suprema tentação!
Nada a ver mas fiquei com os poemas no ouvido e já fiz outro post :) Devia haver uma segunda edição, Cristina.
Beijinhos

Babette disse...

Pobre do Gregório... se ao menos tivesse o consolo deste brownie ;)
Babette

Doces em Casa disse...

O que estará por baixo desse caramelo? Algo húmido e crocante avizinha-se :)

CF disse...

Gosto do conto, claro. E lembro de alguns outros do deserto :))

Susana Machado disse...

Que tentação!
Beijinhos
http://sudelicia.blogspot.pt/

Mafalda disse...

Hummmm que maravilha de brownies.. :)
e o conto nem se fala.. adoro.. :)
Beijinhos e Páscoa Feliz

Mané o bolo da Tia Rosa. disse...

:)
Este bronwie será o consolo
:)

Petiscos e Miminhos disse...

Tenho água na boca, e pronto é 12h00 e já estou cheia de fome ;)
que delicioso aspecto!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Com docinhos destes, quem precisa de amêndoas?
Votos de uma Páscoa Feliz
Beijinho

pedra de sal disse...

Ha blogs que adoramos. Ha posts que nos deixam agarrados ao ecrã. Consegues ter o dom de bisar! Adorei, adoro chocolate, adoro caramelo! Adoro! Uma excelente Páscoa!