quarta-feira, julho 17

Dos amores e dos detalhes

Ela costumava contar  histórias de amor enquanto mexia o tacho das compotas. Encostava-se ao fogão  e começava .  Nunca pelo o principio, porque quem se apaixona nunca se lembra bem do antes. Eram histórias de amor bizarras, pois nunca tinham finais felizes. Nem trágicos. Eram histórias povoadas de pessoas normais. Isso não são histórias de amor, diziam-lhe. As verdadeiras têm amores contrariados, declarados em frases com dois ou mais adjectivos e beijos finais debaixo de aguaceiros de verão. As dela debitavam amores possíveis de meia idade, cheios de rugas e flacidez.  Onde os beijos se davam entre o amarelo do tabaco e a lixivia mal disfarçada pelo cheiro a glicerina.  As metáforas e os versos, esses encontrava-os no desalento dos dias ou no repetir das horas. Isso não são verdadeiras histórias de amor, diziam-lhe, são de desencanto. E  ela respondia, mexendo sempre o tacho das compotas, só se desencanta  quem nunca encontrou um amor nos detalhes .




Compota de alperce e cravinho


1kg de alperces
350 g de açúcar
6 cravinhos


Deite os alperces cortados em pedaços e o açúcar numa taça e deixe a macerar de um dia para o outro. Depois leve a lume brando juntamente com os cravinhos até fazer  ponto (tirando um pouco de compota para um prato frio esta deverá manter-se separada depois de passar com uma colh

8 comentários:

Cozinhar sem Lactose disse...

Esta associação deve ficar muito boa! Quanto às histórias de amor, as reais têm tanto de fantasia ou como de desencanto! :-)

Sophia, Mary and Mom ™ disse...

Que triste... os detalhes são importantes, mas apenas e só detalhes, não podem ser o cerne no amor.

Bjo

Tertúlia da Susy disse...

Ficou com uma cor lindissima.
Kiss, Susana
Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/07/4-edicao-do-projeto-escolha-do.html

Mafalda disse...

adoro as tuas histórias.. :)
esta compota deve deixar um cheirinho maravilhoso pela casa fora.. :)
beijinhos

Flor de Sal disse...

Adorei a compota! Devo retirar o cravinho antes de guardar a compota?

Gostava de a convidar para o desafio do Flor de Sal: QUEM TEM A MELHOR RECEITA DE BATATA PALHA? (A SALOINHA oferece 3 cabazes dos seus produtos às 3 receitas mais votadas!!!)
Veja como participar aqui: http://flordesall.blogspot.pt/2013/07/ganhe-um-cabaz-de-produtos-saloinha.html

pedra de sal disse...

Hummmm que delicia!

Priscila Rosa Lima Schulz disse...

Cristina, que delícia de compota!
A cor ficou linda, parece saborosíssima.

Adorei o seu blog, tanto que já estou te seguindo e o adicionei entre os blogs que eu sigo.

Gostaria de te convidar a participar do concurso de bolos que estou promovendo no meu blog, é mais uma divertida brincadeira. Dê uma olhada: http://receitaesperta.blogspot.com.br/2013/07/bolo-de-aniversario-de-chocolate.html

Seria muito legal poder contar com a sua presença!

Foi um prazer!

Beijinhos, Pri

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Lindíssima história de amor. Obrigada.