quarta-feira, julho 3

Palavras na montra da confeitaria.



A porta da Confeitaria está de novo aberta. Com estórias de ler e de comer, que agora nem sempre virão aos pares, pois o cansaço veste-se muitas vezes de presságio de mudança. E agora, esta confeitaria de palavras que se querem de açúcar por vezes só vos trará a imagem da vossa leitura. Porque para mim, a palavra virá sempre primeiro.

Aos leitores resistentes, obrigada. As portas estão abertas. A mudança também.

5 comentários:

Ondina Maria disse...

a mudança é sempre boa. E como dizia a minha avó: quem muda Deus ajuda :)

Doces em Casa disse...

Estarei aqui a acompanhar a mudança. E mudar também é aprender a melhorar!

Beijinhos,
Aida

Ilídia disse...

A palavra primeiro, sempre!
Bom ter-te de volta. Já tinha saudades de encontrar vida por aqui :)

Um beijo,
Ilídia

foodwithameaning disse...

Há Palavras que Nos Beijam


Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca.
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto;
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

Alexandre O'Neill, in 'No Reino da Dinamarca'

Todos os regressos são bons, especialmente porque são feitos de desapegos e de mudanças.

Um abraço grande aqui do meio do mar.

Patrícia

Ginja disse...

A palavra primeiro sempre!
Mas espero encontrar alguns daqueles doces que nos deixam sempre de água na boca, tornando a leitura ainda mais deliciosa!
Um bom regresso.
Um beijinho.