quarta-feira, março 21

Turdus merula


Para ela todas as aves eram pássaros e deixava sempre as portas das gaiolas abertas. Não tens medo que fujam, avó? Não gosto de trancas, dizia enquanto aquecia uma rola entre o peito e a combinação de renda.  Depois enchia a boca com água e deixava que bebessem da sua boca. Não tens medo que te piquem, avó? Ela sorria e abanava a cabeça devagarinho, que os pássaros não gostam de gestos bruscos e fazia um sinal com os dedos longos de quem já tocara piano. Traziam-lhe o velho gira discos de tampa de abrir. Se a tarde já estivesse no fim, cheia daquela luz que pinga sombras nas folhas das árvores, dizia, põe Debussy que os melros gostam. Depois esfarelava as madalenas feitas de manhã cedo, entre o polegar e o indicador e punha as migalhas entre os lábios. É assim que comem no ninho. Os melros iam-se chegando  devagar, com a sua cabeça negra  inclinada de receio. Ela, fechava a porta da casa e desligava os aparelhos por detrás das orelhas. Assim não ouves a música, avó. Nem o silêncio da casa, dizia.


Madalenas com morangos


150g de farinha sem fermento
150g de manteiga sem sal
100g de açúcar
4 ovos
Raspa de uma laranja
Raspa de meio limão
1 colher de chá de baunilha
1 colher de chá de fermento em pó
Pitada de sal fino

250g de morangos
½ chávena de açúcar
½ chávena de água
1 vagem de baunilha
2 colheres de sopa de sumo de laranja

Bata a manteiga com o açúcar e junte os ovos inteiros, um a um. Junte as raspas e a baunilha e misture. Peneire a farinha com o fermento e o sal e envolva cuidadosamente. Leve ao forno, pré-aquecido a 200ºc durante 10 minutos.
Corte os morangos e pedaços pequenos. Reserve. Leve ao lume o açúcar com aá  gua e a vagem de baunilha aberta. Deixe ferver 5 minutos em lume brando. Retire do lume e deixe arrefecer. Junte o sumo de laranja, deite sobre os morangos  e leve-os aos frio a macerar durante a noite ( ou peno menos 4 horas).
Sirva com as madalenas.

Adaptado de French Food at Home, Laura Calder.






13 comentários:

Claudia Sousa Dias disse...

o morango que dissolve o amanteigado das madalenas.

Combinação perfeita.

csd

Letrícia disse...

Seu lindo texto deixou as madeleines ainda mais tentadoras ;-)

Cidália disse...

Uma delícia, ficaram lindas as madalenas!
beijinhos

Tapinhas disse...

Que perdição! :)

Luisa Alexandra disse...

Uma combinação mesmo apelativa!

Mané disse...

gostei, da história e das madalenas

Luis Eme disse...

beijinhos gulosos para ti, Cristina.

mfc disse...

Um texto em que a melancolia e uma certa tristeza andam de mãos das... mas de uma forma terna!!
Sim, que a tristeza também pode envolver ternura... e muitas vezes envolve!

anasbageri disse...

Madalenas, morangos,Sol, música, o som dos pássaros.. um retrato perfeito de Primavera.
bjs

Mar Arável disse...

Excelente essa avó

uma jovem com experiência

Teresa disse...

Em boa hora resolvi meter o nariz nos blogues da semana que o Carlos, das Crónicas do Rochedo, tem recomendado. Apreciei a mistura das palavras com os sabores. Vou ficar por aqui.

APC disse...

É bom terr reencontrado a Cristina..beijinhos

vera ferraz disse...

Eh! Belo texto para uma tarde calma de sábado!
As madalenas compõe o ramalhete com um refresco!