quarta-feira, novembro 7

Não há pessoas felizes


Não há pessoas felizes. Até porque grande parte das pessoas não compreende a matemática. Não sabem o que é uma variável que tende para infinito, ou não concebem um eixo em Rn. Porque para elas o mundo tem apenas três eixos, vá, quatro para os metafísicos. Se as pessoas compreendessem a matemática, saberiam a diferença entre um fenómeno discreto e um fenómeno continuo. Saberiam que uma razão cujo denominador seja zero é indeterminada. E a diferença entre uma condição necessária e uma suficiente. E por isso não existem pessoas felizes. Porque a felicidade não existe enquanto fenómeno contínuo e o vazio das nossas razões também não. Somos felizes em momentos, discretos, ao longo da continuidade da nossa vida. Quando descobrimos que amamos, ou que somos amados. Quando parimos ideias, filhos, sonhos. Sem género. Ou que deixamos de viver no que devia ter sido, esse eixo que teimamos em construir ao lado esquerdo do zero das nossas amarguras.
E é por isso que me fascinam as histórias tristes. Porque são pontos no espaço. Simples pares de coordenadas diluídos nos eixos em que nos desdobramos. E que tentamos apagar nas curvas quase perfeitas daquilo que achamos ter de ser.  Só, porque achamos que esses pontos não são função de nada mais que da má sorte. Mas isso, é tão falso como a Matemática ser difícil. E isto sim é uma verdade absoluta.

Deserto do Mundo, 2009



Chocolate quente com menta

( para 2 pessoas)

500m de leite
100g de chocolate ( de preferencia com mais de 65% de cacau)
5 pastilhas de chocolate e menta ( tipo after eigth)


Leve o leite ao lume, quando estiver bem quente adicione o chocolate partido em pedaços pequenos e as pastilhas. Reduza o lume para muito brando e deixe derreter o chocolate até ficar uma mistura homogénea.
Sirva com chantilly e uma folha de hortelã.


16 comentários:

OnePlusTwo disse...

Combinação perfeita : chocolate e menta :)

oneplustwoblog.blogspot.pt

CF disse...

Mas que grande texto :)...

Ricardo Tiago disse...

que bela sugestão.
Beijinhos e boa semana.

Ana Rita disse...

Uma chávena dessas até aquece a alma!
Bjoka
Rita

Mena disse...

E bem mais felizes são os que conseguem interiorizar isto mesmo. É sempre bom ler-te... mesmo as histórias tristes ;)Bjs

Petiscos e Miminhos disse...

Adorei o chocolate quente com menta, yummy!

Luis Eme disse...

eu vi logo, o doce tinha menta por isso é que não me queria fazer feliz. :)

beijinhos Cristina

Ondina Maria disse...

Verdadinha absoluta. Mas também é verdade que vou ser feliz no momento em que provar esse chocolate quente, oh se vou!

Ginja disse...

Sou feliz ao beber uma chávena desse chocolate com menta, isso tenho a certeza :)
Beijinhos.

Babette disse...

Chocolate quente e menta deve colocar-nos no caminho do infinito, nao?
Babette

Ana - Lady ao fogão disse...

Nao posso passar sem experimentar este chocolate quente, deve ser delicioso!!! :)

beijinhos

Blondewithaphd disse...

Bem, com tanta Matemática, o pouco que nos restava de não não-felicidade eclipsou-se algures no infinito de Pi.

Anónimo disse...

Lindo, muito lindo!!!
(Ando sempre a ler-te mas perdi a embalagem...)

Anabela (Elipse)

Marisa disse...

Olá
Certamente que depois de beber esse chocolate quente, qualquer um fica bem mais feliz!

Beijinhos,
Marisa
http://sweetmykitchen.blogspot.pt/

olivia rocha disse...

Que delícia!

Não resisti e também tive que fazer...

Beijinhos e bom fim de semana,

Olivia (http://alquimiadostachos.blogspot.pt/)

Olivia Mikumi disse...

Olá Cristina!:)
Descobri (só) agora o teu blogue, através do Google+, e já me perdi a passear pelos teus posts. Parei agora neste mais antigo, que já me deixou desesperada, por querer tanto e não ter nenhum dos ingredientes em casa.
Já estou a seguir-te! Se quiseres passa também no meu blogue (ainda muito recente), terei muito gosto em receber-te.:) Também criei hoje o primeiro passatempo do blogue, que tem como prémio uma entrevista para divulgação do blogue vencedor. Fica aqui o convite!

Beijinho,
Olivia

omundopelaboca.blogspot.com