quarta-feira, outubro 31

Pão por Deus


As mulheres  compunham as flores,  compradas cedo na praça, para pôr nas campas. O que são finados, mãe? São os mortos. É o dia dos mortos. Flores brancas, vermelhas não, que é falta de respeito. Nas nossas mãos, os sacos de pano bordados a ponto cruz. Pão por Deus, gritavam  as minhas primas à porta dos outros, que podiam ser vizinhos. Eu,  atrás delas na estranheza de quem só conhecia ruas com prédios. Pão por Deus, o meu pai a queixar-se do frio e da humidade. Por esta altura, começava lá o calor.  Os sacos de pano a encherem-se de erva doce em forma de broas e castanhas cozinhas. E passas, não gosto de passas, dizia eu baixinho. Pão por Deus, nós a corrermos por ruas onde não passavam carros. Nas paredes dos armazéns  havia homens pintados que pediam a reforma agrária.  As sombras compridas no chão de alcatrão gasto, e o meu pai queixar-se do frio enquanto esfregava as mãos com saudades da terra de lá. Passávamos pela casa grande. Não pedimos aqui?  Os sacos cheios de broas, as mulheres a descerem a rua com ramadas de flores,  e nós à porta da casa grande, com as suas paredes velhas  e cor de rosa que não se gastavam com o tempo.  Dantes saíam daqui, tabuleiros de bolos para os pobres, dizia o meu tio  enquanto descascava uma castanha, que o dia de hoje era dia de caridade com bolos. E nós ao portão da casa grande, maior que as outras novas casas grandes cobertas de azulejos. Não pedimos aqui? Não. Fugiram todos para o Brasil.


Creme gelado de castanhas com molho de chocolate


250 g castanhas
230g de açúcar
200g de manteiga amolecida
6 gemas grandes
1 colher de sopa de brandy
leite q.b
100g de chocolate
70 ml de natas


Leve as castanhas ao lume, cobertas por leite e cozer até ficarem moles. Deite o leite e as castanhas ( vá juntando o leite aos poucos) num copo misturador, até obter um puré homogéneo. Bata este puré com as gemas, a manteiga, o brandy e o açucar durante pelo menos 20 minutos. Leve ao congelador durante 8 horas ( idealmente 12).

Para o molho
Leve o chocolate com as natas ao microondas durante cerca de 1 minuto na potencia máxima, parando de 20 em 20 segundos para mexer. Deite o molho ainda quente sobre o gelado




7 comentários:

Lume Brando disse...

Que bom ver a receita replicada e apreciada :)
E com algumas inovações: torná-la "mais adulta" com o brandy parece-me bem!
Um beijinho
Teresa

Luis Eme disse...

o creme promete, em plena revolução.

beijinhos Cristina

maria madeira disse...

Adorei a receita e parece-me que não é muito complicada. Tinha comprado castanhas hoje, e pensei assar ou cozer. Mas agora, depois de a ler, resolvi experimentar esta sua sugestão. Só faltam as natas cá em casa.

O texto para não variar, está delicioso e com o habitual bom gosto a que sempre nos habituou.

Joana disse...

Que delicia :)
Adoro castanhas e ainda não comi este ano!
Adorei a sugestão ;)
Um beijinho

rosa-branca disse...

Olá, encontrei o seu blog no blog da Piedade(fotos) e vim lê-la. A combinação é perfeita texto, receita e imagem doce. Adorei o pão por Deus, mas também gostei muito DA INSPIRAÇÃO. Vou levar a receita dos Queques de pequeno almoço que devem ser deliciosos. Beijos com carinho

Nita disse...

Navegando, encontrei este espaço, vou ficar e acompanhar...

Babette disse...

Estou pendurada nesta receita!...
Babette