quarta-feira, novembro 14

Sissi



Havia um velho gira-discos ao fundo da sala, que só lhe chamavam fundo porque ficava no lado oposto da janela.  O tio punha o velho disco de valsas, e a tia insistia em ensinar os mais novos a dançar. Um, dois, três, e o corpo farto da mulher de  sessenta anos ganhava uma leveza sobre o tapete de arraiolos. Gosto muito de Strauss, dizia outra tia, uma que nunca se levantava, que se deixava estar, sentada de costas para a janela com a chávena e o pires suspensos na mão engelhada.  Do pai ou do filho? Perguntava o tio, enquanto limpava os discos de vinil com uma escovinha de veludo.  Havia sempre uma sobrinha que não sabia dançar. Pescoço levantado, como a Sissi, a imperatriz das valsas de Strauss. Filho? Gostava tanto de conhecer Viena de Austria,  suspirava tia da  chávena de chá. A outra, a de corpo farto, pensava se haveria outra Viena que não fosse de Austria,  enquanto girava dançando com ela mesmo, com o pescoço retesado e inclinado para trás a querer parecer mais alto.  A outra tia pousava o chávena na mesinha de centro, que fora arredada e dizia, a Romy Schneider era belíssima. Pena ter morrido tão nova.

Estórias de ler e de comer para o desafio Convidei parajantar, desta vez na casa da Alice na Cozinha Maravilha.


Uma espécie de  Sacher torte

5 ovos
150 g de chocolate em barra + 125g para cobertura
160 g de açúcar
75g de manteiga sem sal +  2 colheres de sopa para a cobertura
250g de compota de alperce
120m de natas

Derreta o chocolate com a manteiga, reserve. Bata as gemas com metade do açúcar, reserve. Bata as claras em castelo, adicione o restante açúcar e bata até ficar em merengue. Misture o chocolate com as gemas e depois envolva com massa de claras.
Leve ao forno pré-aquecido a 150º, numa forma forrada com papel vegetal durante cerca de 50-60 minutos. Retire e deixe o bolo arrefecer completamente dentro da forma.
Derreta o chocolate com as natas e as duas colheres de sopa de manteiga. Barre o bolo com o doce de alperce e cubra-o com a ganache de chocolate. Se desejar decore-o com alperces secos.




14 comentários:

são33 disse...

Esse bolo ficou divino...adorei.
bjs

Petiscos e Miminhos disse...

Que receita deliciosa!
beijinhos

Sandra Batista disse...

Uma receita espetacular, verdadeiramente deliciosa!
Beijinho

Luis Eme disse...

concordo em relação à Romy.

e a guloseima deve ser uma delicia.

bjs Cristina

vera ferraz disse...

Maravilhoso!!
Este bolo faz parte do meu imaginário de adolescente. Foi dos primeiros que passei para o caderno de receitas... e nunca o fiz...

Alice disse...

Oh, já me tinha perguntado se ninguém iria convidar a maravilhosa Sissi!!
Há uns anos andei viciada nos filmes da Sissi, com a Romy Schneider, ficava deslumbrada com a beleza dela:)
Gostei muito da escolha e dessa bolo fabuloso!
Beijinhos e obrigada pela encantadora participação:)

Sofia Santos disse...

parabéns, tem um blogue excelente.

Vieira do Mar

Pami Sami disse...

Ai as valsas... Saudades, muitas saudades de Viena..
E claro, à Sissi só poderia ser servido um bolo à sua altura :)
Adorei*

Ginja disse...

Estava a ver que ninguém convidava a tão famosa e elegante Sissi :)
E que maravilha lhe serviste! O Sacher da Austria, que eu amo.
Perfeito! Beijinho.

Blondewithaphd disse...

A Mãe adorava a Rommy Schneider...
E também sabes fazer Sacher Torte?! Mensch!!!

CNS disse...

Isto,como o nome indica, é só uma "espécie" de sacher torte, ou melhor a minha versão do original, :P

Mané disse...

gostei muito da tua participação
o bolo está mesmo à altura
Bjs e bfds

Anónimo disse...

não leva farinha?

CNS disse...

Caro Anónimo

Não, este bolo é um bolo de chocolate sem farinha.