domingo, fevereiro 10

Pensamento dois instantes antes de chover



Cansam-me as  pessoas cheias de diminutivos. Cheias de certezas comezinhas, pequeninas, soberbazinhas sobre aquilo que não sabem, que tantas vezes é apenas a vida dos outros. Cansam-me os caminhos certos e impolutos de quem segue cegamente uma chave dicotómica a que chamam vida. Cansam-me os julgamentos medidos a metro de retrosaria sobre os outros, que são sempre os outros, que jeito que dão os outros para falarem sempre nas terceira pessoa, sem reflexo, sem sombra, tão diferentes do eu polido com solarine comprada avulso. Cansam-me  os dias de quem acha o tempo por si só um mérito, essas horas feitas de vinte e quatro dias cada, a transbordar  de vazio, desse vazio feito de croché de medo de tudo que lhe é diferente. E eu que sou apenas função dos meus erros, sempre a tender para o infinito, cheia de eixos que não consigo projectar nestes pressupostos de duas dimensões, digo, raios os partam mais as contas de mercearia com que vão somando certezas.

( A receita é porque sim)

Affogato de noz



 ( 1 pessoa)

1 café expresso
1 colher de chá de licor de noz, amêndoa ou avelã
1 bola de gelado de noz

Coloque a bola de gelado no fundo de uma chávena e deite o licor e o café quente por cima.

7 comentários:

Salsa Verde disse...

Fantástico!!
Beijinhos,
Lia.

vera ferraz disse...

Simples mas muito prazeroso! E não há nada melhor que a simplicidade!!

Maria disse...

Adorei; o texto é claro e o affogato. Sou uma apreciadora incondicional de affogato tendo, inclusivamente, um publicado lá no meu canto. Este teu está divinal. A experimentar breve, breve.
Beijinho
Maria

Petiscos e Miminhos disse...

O affogato é uma daquelas sobremesas simples mas que fazem as delicias de qualquer um!

Babette disse...

Cada vez mais acredito que não há verdades absolutas, nem certezas. A vida é muito mais cinzenta do que branca ou preta. Já os affogattos são quase, quase consensuais.... mas sempre quase...
Babette

Lorena Del Mar disse...

Tão simples e fácil! Delicioso que já experimentei :)

Recomendo.

Mena Lopes disse...

Simplesmente me senti afogada no delicioso que deve ser!!! Que aspeto divinal!!
Beijinhos
Mena