quarta-feira, setembro 28

Natividade


Hoje está um belo dia para morrer, disse enquanto ajeitava cuidadosamente as pregas da saia. Ele sentado ao lado dela deu-lhe uma palmadinha na mão sorrindo. É capaz, é capaz. A mulher de quarenta anos repreende-a. Que conversa é essa, não diga isso, enquanto lhe deita o açúcar na chávena. Só uma colher. Do outro lado do muro passa lentamente uma camioneta carregada de uvas. Cheira a mosto, diz o homem velho. Digo, insiste a mulher velha enquanto tapa a chávena antes da segunda colher de açúcar. Hoje visitaram-me os meus filhos e já me telefonaram os netos. Todos menos o que está na Alemanha. Morria feliz. A mulher de quarenta anos parte-lhe uma fatia de bolo. A luz de Setembro dobra-se devagar na curva da estrada. O homem tira pacientemente as amêndoas da cobertura com a ponta do garfo. Não diga isso, que conversa, está um dia tão bonito. A mulher velha afasta delicadamente o prato do bolo, sorrindo. Estou em paz, por isso hoje seria um belo dia para morrer. O velho engole uma garfada de bolo. Cheira mesmo a mosto.





Bolo de licor de amêndoa amarga





Ingredientes:

200g de açúcar
150g de manteiga sem sal
5 ovos inteiros
125g de amêndoa moída
200 g de farinha sem fermento
1 colher de chá de fermento em pó
200g de alperces secos + 1 colher de sopa de farinha
60 ml de licor de amêndoa amarga
75g de amêndoa laminada

Para a cobertura
4 colheres de sopa de açúcar em pó
2 colheres de sopa de licor de amêndoa amarga

Toste ligeiramente as amêndoas laminadas numa frigideira e reserve. Bata o açúcar com a manteiga até ficar uma mistura bem cremosa e junte os ovos inteiros. Junte a amêndoa moída, o licor de amêndoa amarga e a canela e misture bem. Junte a farinha peneirada juntamente com o fermento e por fim os alperces previamente picados e envolvidos na colher de sopa de farinha. Envolva tudo cuidadosamente. Deite numa forma redonda, untada com manteiga e polvilhada com farinha e no fim polvilhe a massa com as amêndoas laminadas. Leva a forno previamente aquecido a 180º durante cerca de 40 minutos.
Faça a cobertura misturando o açúcar em pó com amêndoa amarga e verta por cima do bolo, depois de desenformado.

7 comentários:

Isabel J. disse...

Morrer em paz e um bolo.... que mais podemos pedir?? :)

Mais um delicioso, Cris!

:*

Blondewithaphd disse...

Deve ficar uma coisaaaaaaaaa... (esse passo de dourar a amêndoa é que me preocupa no meu caso de esturricadora nata de substâncias comestíveis...).

mfc disse...

Um conto de uma melancolia imensa... e terno, apesar de triste!
... ou apenas real?!

Mar Arável disse...

Sempre bom passar

por aqui

Turmalina disse...

Aqui minha avó, que eu não conheci, fazia licor de amêndoa amarga.Nunca provei, mas pela minha mãe, sei que tem gosto de saudade.Obrigada por colocá-lo agora em alta conta e posição :o)

Elvira disse...

Que blog fantástico! Parabéns! Como é que ainda não conhecia esta pérola...? :)

Beijinhos.

Susana disse...

Realmente tens um blog delicioso, delicioso tanto de paladar como de leitura que faz bem ao espírito. Adorei esse bolo... encantada.

Beijinhos