quinta-feira, janeiro 3

Noite de Reis


Vivia no primeiro andar esquerdo de um prédio sem elevador. Talvez por isso saísse pouco à rua,  as dores nas pernas e noutros ossos que não os da alma enchiam-lhe os passos.  Sentava-se à janela da sala, apanhando o sol da manhã, com  um livro nos joelhos e uma taça de espumante ordinário.  Talvez lesse, talvez apenas juntasse as letras só para entreter os olhos. Talvez lembrasse de cor, de olhos e tempo fechados as falas de um tempo de palco. Pousava-os no vidro que reflectia uma imagem que não reconhecia dela e deixava que os lábios cheios de baton entre as rugas soprassem as letras das falas.  Vivia no primeiro andar esquerdo de um prédio que dava para um jardim habitado por crianças ruidosas e velhos que esperavam as horas. Na quinta noite do ano,  vestia-se a rigor de plumas e lantejoulas já sem brilho. Deitava mais espumante ordinário na taça que acreditava ser de cristal e se lhe batessem à porta, por peso na consciência de um ano inteiro de solidão, colocava a voz que insistia tremer depois dos anos e dizia-lhes, hoje chamem-me Viola.


Gratinado de espumante e framboesas



Para 2-3 pessoas
3 gemas
3 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de espumante doce
250g de framboesas

Leve as gemas, o açúcar e o espumante numa taça em banho maria, e bata com uma vara de arames até duplicarem de volume e ficar um creme leve. Deite as framboesas no fundo de recipientes individuais que possam ir ao forno e cubra-as com o creme. Leve a forno bem quente até dourarem por cima. Sirva ainda morno.

Receita adaptada de  Laura Calder, French Food at Home.


15 comentários:

OnePlusTwo disse...

Vou guardar esta receita. É mesmo a minha cara, deve ser maravilhosa!

oneplustwoblog.blogspot.pt

A cozinha da Bé disse...

Deve ser divinal!
Beijinhos

Entre Tachos e Sabores disse...

Meus Deus que doce tão apelativo e super simples de fazer!
Hoje tenho um almoço e não tnho muito tempo disponivel, uma optima ideia para a sobremesa, Obrigada!

Beijinhos,
Joana

CF disse...

O texto, CNS, enalteço o texto, como sempre. Mas sim, gosto de framboesas...
Bom ano para si :)

Lenita disse...

Olá,
um texto magnifico, uma sobremesa linda e apetitosa e umas fotos que dão vontade de comer "virtualmente" tudinho!
Esta receita com champanhe era perfeita para participares no meu passatempo de aniversário do blogue "Tentações sobre a Mesa", não queres vir dai?
Bjs

frango do campo disse...

ora aqui está uma receita que vou guardar para quando as framboesas abundarem aqui no quintal :) beijinhos e um óptimo ano

Rachel disse...

Tão bom!! Vou levar comigo a receita, já que o doce é impossível !

Joana disse...

Que verdadeira maravilha de receita :)
Adorei!! Adoro framboesas :)
Um beijinho e bom 2013

Cuca disse...

Este doce é uma verdadeira delícia! O aspecto é divinal :)

Beijinhos*

Um toque de canela disse...

Que maravilha! Deve ser uma delícia!
beijinhos
paula

Anónimo disse...

Parabéns. Gostei especialmente da referência subtil à peça "Noite de Reis" de Shakespeare.

Hugo

rosa-branca disse...

Um texto lavrado a nostalgia e com a semente da solidão. Maldita semente que tanto germina. Uma receita que acho magnifica e vou levar. Feliz Ano Novo e beijos com carinho

Mafalda disse...

que texto e receita maravilhosas... é tão bom ler pequenas histórias.. :)
beijinhos e bom fim de semana

Luis Eme disse...

uma noite de Rainha para ti.

beijinhos Cristina

Blondewithaphd disse...

Por um instante, quando li o título do post, pensei que fosses fazer bolo-rei. I was so in the wrong! fazes sempre as coisas mais espectaculares que se possam imaginar!!